A HQ “Vista Para o Mar”: um pouco sobre o zoom nos quadrinhos

Mais conhecido por seu uso no audiovisual, o recurso do zoom tem sido bastante utilizado também na linguagem dos quadrinhos.

Mas como assim? Zoom nos quadrinhos?!

Os Suicídios - Zoom
(Exemplo de zoom numa página de Os Suicídios de Oliver O.)

 

Bom, neste caso, a técnica consiste basicamente em repetir uma mesma imagem ao longo de alguns quadros, porém modificando sua escala, o que tende a gerar no leitor a sensação de estar assistindo a uma cena de filme onde a “câmera” se afasta ou se aproxima de um objeto.

Assim como ocorre no cinema, esse tipo de ferramenta pode ser empregado nos quadrinhos não apenas para enfatizar detalhes daquilo que está sendo focado ao diminuir a escala, mas também para revelar elementos de um cenário, por exemplo, ao expandir o campo de visão. Por envolver o uso de um maior número de quadros, o zoom pode ser utilizado ainda na exploração do timing, isto é, da sensação de duração da cena. Um exemplo clássico do emprego desse recurso nos quadrinhos é a cena introdutória de Watchmen, de Allan More, que aliás, o utiliza bastante em suas histórias.

Conheci o zoom dos quadrinhos pela primeira vez quando estava na sexta série, ao ler um livro que encontrei na biblioteca da escola. Infelizmente, não lembro o título nem o autor, mas posso dizer de certeza que fiquei extremamente impactado ao abrir aquela brochura. Tratava-se de uma história inteiramente narrada apenas com imagens e sua espinha dorsal era justamente o zoom.

Vista Para o Mar - Capa
(Capa da HQ Vista Para o Mar)

Gosto muito de como Will Eisner, David Small e tantos outros quadrinistas abordam essa técnica, mas foi ao ver o trabalho de Cyril Pedrosa que passei a me interessar de fato pela ferramenta, a qual costumo utilizar em minhas narrativas. A HQ Vista Para o Mar, por exemplo, foi elaborada como uma estratégia de estudo dessa linguagem. Uma dica que dou para os que pretendem adotá-la é utilizar a “regra das metades”. Isto é, se no primeiro quadro o objeto focado mede 6 cm de altura, aconselha-se dividir esse valor pela metade no próximo quadro se a intenção for “distanciá-lo”, ou dobrar a medida, caso a ideia seja “aproximá-lo” do leitor. Confira a ilustração abaixo, onde aponto também a importância de procurar não modificar a altura da linha do horizonte.

Zoom - Proporção - Ilustração com rabiscos.jpg

Obviamente, decidir a proporção de mudança da escala implica mexer também na “duração” da cena. Por exemplo, se ao invés de pensar em 1/2 para um “distanciamento” da câmera, eu pensar em 1/4, acabarei tendo um “movimento de câmera” mais “lento”, mais “demorado”. Sim, isso ocorrerá, ainda que o leitor de quadrinhos, ao contrário do espectador de um filme numa sala de cinema, tenha o privilégio de poder saltar os olhos de uma imagem para a outra conforme a sua vontade. De qualquer forma, o aconselhável é manter uma proporção, seja ela qual for, a fim de dar uma melhor fluidez à sequência. Digo isso porque já quebrei muito a cara fazendo zoons sem proporções regulares, o que resultava na sensação de estar vendo um vídeo cujo cinegrafista “tropeçava” enquanto se aproximava de seu objeto.

Algo semelhante ocorre também com a linha do horizonte, pois ao manter sua altura, podemos conservar o foco e a linearidade na mudança de imagens, evitando-se a ideia de “câmera desnorteada”. O legal é que até mesmo o “mau uso” do zoom tem sua utilidade, sendo interessante conhecermos seus efeitos para que possamos fazer um uso consciente desse artifício.

05
(Página da HQ Vista Para o Mar)

Deixo então aqui, como mais um exemplo de aplicação do recurso, o vídeo de minha HQ Vista Para o Mar. Trata-se de uma história curta de oito páginas publicada juntamente com HQs de autores de diversos países na antologia internacional Wake Up, lançada na Europa no ano passado.  Para os interessados, disponibilizo também o link do site onde pode ser adquirido o calhamaço europeu. Boa leitura!

Antologia Wake Up:

http://centrala.org.uk/en/wake-up/

Para o Mar (apresentação de slides):

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s